30 agosto 2007

O pecado de Darwin - John Darnton

Troquei o "Gente Independente" por este livro, como leitura de férias, porque achei que o ambiente gélido islandês não combinava com as praias algarvias onde eu iria estar, por isso fui contra a teoria da grande filósofa Ana Pinheiro que me alertou que as grandes obras deviam ser lidas nas férias, quando estamos mais disponíveis para pensamentos profundos, teoria com a qual eu sempre concordei mas que nunca pus em prática. Acontece que não peguei no livro durante toda a minha estadia pelo sul, porque felizmente ou infelizmente não houveram tempos mortos. Quando regressei e supostamente deveria começar a estudar afincadamente para os exames que tenho em Setembro é que me viciei completamente no livro, passando praticamente noites inteiras acordada, só para devorar mais um capítulo que jurava ser o último que iria ler nessa noite, mas que nunca era. Resumidamente, o livro é um género de "Código Da Vinci" (é incrível a quantidade de vezes que uso este livro para o comparar com outros) onde o herói não é tanto um Indiana Jones, mas mais um Sherlock Holmes moderno onde o Dr. Watson é um rapariga jeitosa, ou seja, é um daqueles livros que se lê muito facilmente, que de certo modo nos envolve, mas que quando terminamos não nos deslumbra como talvez esperaríamos, deixando-nos até um pouco indiferentes.
Gostei de conhecer algumas das personagens que fizeram a viagem mítica com Darwin no Beagle e de revisitar Londres, especialmente Greenwich, que, aquando da minha última visita à capital inglesa, adorei conhecer. De resto não tenho mais nada a apontar, excepto, mais uma vez, as imensas gralhas de impressão. Será que não existem revisores nesta terra?

6 comentários:

Hélio disse...

Para quando livros em lingua estrangeira? ;) Tenho dois, só pra ti: "Wicked" e "Son of a Witch" (na versao portuguesa, que a há: "A Bruxa de Oz" e o "Herdeiro de Oz")... Se achas q esse é viciante...

Beijos

Zaracotrim disse...

...sou mt agarradinha à língua de Camões, mas quando consumir disso aviso :)

Kisses ;)

epsilon disse...

Eu passo por aqui às vezes, mas isto está quase sempre na mesma! Andas a ler pouco! =) Além disso, não me sinto muito habilitado para comentar, sei pouco de literatura! Agora estou ali como o Hélio: consumo livros em inglês, no meu caso para tentar melhorar o vocabulário! Para além disso, como a minha perdição são as biografias, acabo por não conhecer estes livros e autores que aqui são falados!

umberto 2.0 disse...

Cara Zaracotrim, permite-me a formalidade do protesto com que te peço para escrever por aqui qualquer coisa que valha a pena ser lida "como de costume"! O Teu público tem saudades tuas! (desde agosto? entao!?)

Zaracotrim disse...

Vou levar este protesto mt a sério.
Qui ça, antes de 2008 haverá novo post.
Obrigada pelo incentivo!

fg disse...

Pelos vistos não foi antes de 2008, talvez seja antes de 2009!

Tou por cá porque alguém refilou comigo, "também ainda não comentaste o meu último post" (tou a fazer voz fininha e cara de velha). Então aqui vai, tenho lá por casa este livro, prenda de Natal do meu irmão. A capa é muito bonita, sem dúvida, mas mais não posso dizer, ainda nem o abri! Pelo que dizes acho que nunca o abrirei!

PS, Actualizar blogs trimestralmente ou semestralmente tende a afastar seguidores.