15 junho 2007

O Homem ou é tonto ou é mulher - Gonçalo M. Tavares

Primeiro BIS neste blog e não é por acaso que calha ser o Gonçalo M. Tavares. Acho que me apaixonei perdidamente pela escrita deste homem e agora está-me no sangue ler tudo o que consigo arranjar dele. Este exemplar em particular foi bem difícil de encontrar o que faz com que o considere uma verdadeira pérola. Fiquei tão contente quando finalmente o consegui comprar que até bati palminhas quando o Sr. da barraquinha da feira do livro me disse: "De facto está em ruptura de stock, mas ainda tenho aqui alguns." - por vezes perco o medo do ridículo, o que, é claro, é muito bom. Talvez não seja o livro indicado para primeiro livro a ler do GMT, mas que é simplesmente genial, é! Em apenas 80 páginas, rimos, dançamos, reflectimos sobre a vida e suspiramos lá para o final. Deixo-vos apenas com o pedaço que podemos ler na contra-capa, mas que descontextualizado, não tem metade da piada:

"Mas não julguem que não penso.
Eu sou é um pensador doméstico.
Fecho-me em casa e penso muito.
Quando venho cá para fora é que começo a disfarçar.
(...)
É muito difícil ser inteligente com tanta rapariga bonita a passar."


Diz-se por aí que irá sair uma nova edição, já com algumas modificações que o autor quis fazer...

13 comentários:

PJF disse...

com a descrição do momento da compra (no qual afortunadamente estava presente), acabamos por ficar a saber pouco do livro propriamente dito. Mas é verdade que a passagem das raparigas bonitas atrapalha o pensamento abstracto.

Zaracotrim disse...

se eu não fosse uma cabeça de vento já te tinha emprestado...

PJF disse...

E se te portares bem, tb te empresto o Kô e Kó (que, aliás, se lê em menos de 10 minutos)

peterboy disse...

Oláaaa Tânia!
Gostei do teu Comment - um tanto inesperado eheh. Se puderes era fixe se passasses por lá no sábado. Um beijo! e boas leituras... :s

epsilon disse...

Pela foto não te reconheço, mas acho que te conheço!... Não devias estar a estudar em vez de estar a ler este comentário =P Quando tiver mais tempo venho aqui ver isto melhor!

aprenDiz disse...

Há muito tempo que não me divertia tanto a ler um livro. Cheguei a dar por mim a rir sózinho no meio da praia! Quem me conhece sabe que eu não me rio sózinho no meio da praia... enfim!

Aconselho este livro a quem quiser passar uma hora a "desesstressar" do que quer que seja. O homem tem piada no meio de tanto disparate.

O 2, o 9 e o vinte e qq coisa são os melhores. O 2 é demais e é mesmo verdade :D:D:D

Ao contrário de ti, amiga espanhola, e como já te disse, acho q o 50 não calha aqui nada bem. Eu percebo que ele queira dar um fim à coisa mas porra!!! Acabei deprimido!!! E estava a ser tão divertido :(

Mais uma vez tenho que te agradecer pela excelente sugestão. Quando acabar de ler o Bocage vou retornar à história, já tou com saudades! Mas fico à espera de mais uma sugestão...

Zaracotrim disse...

Tens aí o do Abelaira a ganhar Bolor. Acho que é uma boa sugestão.

aprenDiz disse...

já li 3 páginas há uns meses atrás... não me pressiones ;)

Hélio disse...

Olá Tânia! Primeira vez aqui na tua beluga e estou espantado... que rico site! Parabens! Já agora aproveito para te deixar uma sugestão das minhas (arriscando a parecer tonto): A "Sombra do Vento" do sr. Carlos Ruiz Zafón... autentica cocaína para o cérebro e um doce para o coração!Um livro para qualquer altura do ano...

Beijos

Zaracotrim disse...

Boa sugestão. Li-o antes da existência deste blog, por isso não escrevi nenhum post. Tb gostei bastante e já o recomendei a mts amigos (neste momento está emprestado). Vê lá se dás notícias mais vezes. Beijocas

Hugo Torres disse...

Muito bom, de facto.

Zaracotrim disse...

Descobri que temos lido mts livros em comum. Blog 5 estrelas o teu.

Hugo Torres disse...

Agradeço o cumprimento. E retribuo: pena que não nos mostres mais livros dos que lês.